Notícias

09
Jan/13

J est tudo pronto para o leilo da polcia rodoviria federal em Barreiras

Cerca de 100 veículos serão leiloados

No dia 16 de fevereiro, a partir das 09h, acontece no pátio da delegacia 10/10 da polícia rodoviária federal (PRF), as margens da BR-242, em Barreiras, o leilão de veículos que estão em situação irregular e que foram retidos durante o ano passado por falta de licenciamento e grande parte tiveram seus prazos de regulamentação, garantidos por lei, expirados.

Ao todo serão mais de 100 veículos leiloados distribuídos entre motos, carros e caminhões.

O último leilão realizado pela PRF, em Barreiras, aconteceu em dezembro de 2011. Na ocasião, foram postos a leilão 190 veículos oriundos das apreensões executadas principalmente em Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Ibotirama e Seabra.

Embora boa parte do arremate seja para sucata, o cidadão comum pode aproveitar a oportunidade de adquirir um veículo por um baixo custo.

Quem tiver interesse em um desses veículos basta levar a carteira de identidade e CPF, além da quantia à vista, ou em cheque, do valor do veículo adquirido.



Vale lembrar que quem optar pelo pagamento em cheque, só levará o bem após sua compensação.

Também é de responsabilidade do comprador a transferência do DUT e o frete, assim como efetuar o pagamento de 10% ao leiloeiro.

O veículo é entregue no encerramento do leilão com toda a documentação regularizada.

Em todo o leilão é estabelecido um valor mínimo para cada veiculo. Exemplo: R$ 40 mil é o lance inicial de um caminhão M. Benz L 1620. Caso não adquira nenhum lance, a comissão se reúne para baixar o valor, mas o veículo tem que sair do pátio de qualquer maneira. 


O pátio da PRF, em Barreiras, lotado

O inspetor chefe da PRF, Vandelucio Alves dos Santos, disse em entrevista ao Blog do Sigi Vilares que a maioria dos veículos é sucata, devido o alto valor de seus débitos, chegando alguns superar seu próprio valor de mercado e assim que leiloados, além de ser dado baixa no DETRAN, terão os números de chassis cortados e não poderão voltar a circular.

Outros poderão ser regularizados por seus compradores ou até mesmo por seus proprietários. “Os veículos podem ser retirados por seus proprietários a qualquer momento, desde que seja feita a quitação dos seus débitos e a apresentação da documentação do veículo totalmente isenta de quaisquer pendencias”; disse Vanderlucio.

Fonte:Do correspondente do Blog do Sigi Vilares em Barreiras, reprter Naldo Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades