Notícias

29
Jan/15

Comandante Geral da Polcia Militar da Bahia visita Barreiras

Coronel Anselmo Alves Brandão, ao centro

Na manhã desta quinta-feira, 29, houve uma solenidade com o Comandante Geral da PM da Bahia no auditório da AIBA, no bairro Morada Nobre, em Barreiras. Coronel Anselmo Alves Brandão se apresentou aos comandantes regionais e explanou sua nova empreitada a frente da Polícia Militar no estado aos demais presentes, além de outros assuntos restritos a instituição.

Coronel Anselmo Alves Brandão estava acompanhado pelos coronéis Gilson Santiago Messias, diretor de comunicação social - Inácio Paz de Lira Júnior, comandante do Comando de Policiamento Regional do Oeste - Antônio Barbosa Neto, Coordenador de Missões Especiais - Paulo Salomão Barbosa Neto, Diretor do CFAP - e pelo tenente Alberto Vieira Ferreira, COPPM.

Vários comandantes regionais estiveram no encontro

Além dos comandantes da região Oeste da Bahia, como o Major PM Camilo Uzêda, Comandante do 10º BPM em Barreiras, além de outros comandantes de outros municípios da região.

Após a reunião, o Coronel Anselmo Brandão concedeu uma coletiva de imprensa e relatou os seus propósitos quanto a segurança na Bahia. Ele deu diretrizes aos comandos locais, no sentido de fortalecer o projeto do governo do estado pelo “Pacto pela Vida” e também a “Corrente do Bem” programas sociais da PM que visam diminuir a violência no estado.



Vários questionamentos foram feitos ao comandante. Ao ser perguntando quanto ao problema da PM prender um indivíduo e logo em seguida ser solto, o Coronel relatou: "Trata-se de uma questão judicial; leis que muitas delas ainda são desde 1940. Isso faz com que a polícia prenda e a justiça solte. Mas, é o papel da PM. Ela continuará agindo de forma ininterrupta em combate ao crime, mesmo que tenha que prender mais de uma vez um mesmo indivíduo".


Coronel Anselmo concedeu entrevista à imprensa após o encontro

O repórter Jadiel Luiz, do Blog do Sigi Vilares, indagou o coronel acerca da violência na região oeste. Anselmo Brandão, assim respondeu: "Eu tenho feito várias orientações aos policiais militares desta região, para que eles coloquem as viaturas em pontos estratégicos. Façam mais rondas possíveis de forma a movimentar ainda mais as viaturas. Que participem mais da vida da sociedade, que coloquem a sociedade com uma rede de proteção. A Polícia Militar precisa estar presente, pois não adianta a cidade ter viaturas e não se fazer presente. Precisamos que haja um trabalho de integração da PM com sociedade. A população pode nos ajudar com denúncias anônimas. Isso é um fator fundamental para desbaratar vários crimes", encerrou ele.

Fonte: Reprter Jadiel Luiz/Blog do Sigi Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades