Notícias

28
Jun/22

Fiol II alcana 100 quilmetros de novos trilhos

Maior avano nas obras da ferrovia de integrao registrado em Barreiras

As obras de implantação da Ferrovia de Integração Oeste-Leste entre Caetité e Barrerias (Fiol II) alcançou a marca de 100 quilômetros de novos trilhos, de acordo com informações da Valec, empresa estatal federal que administra os trabalhos. Com isso, o progresso físico do trecho II da obra atingiu a marca de 55%. A Fiol é uma das maiores obras de infraestrutura da história da Bahia. Quando estiver concluída, vai criar um corredor logístico ligando o litoral Sul da Bahia à região Centro-Oeste do Brasil. 

Os segmentos que mais avançaram são os chamados lotes 5 (65% de execução) e 7 (70,6% concluído), com trabalho adiantado especialmente na região de Barreiras. Hoje, as obras da Fiol II geram mil empregos diretos e outros 2 mil indiretos, de acordo com informações da estatal.

Recentemente, aconteceu a relicitação de parte das obras do lote 6, que serão tocadas por uma empresa privada, mas um outro trecho de 18 quilômetros é executado com a participação do Exército Brasileiro. O trabalho representa a volta dos militares às obras ferroviárias no país após quase 20 anos afastados do serviço. Integrantes do Batalhão Ferroviário participam de processo de transferência de conhecimento junto à Valec para contribuírem com a expansão da malha ferroviária nacional. 

A meta estipulada pelo Ministério da Infraestrutura, no Plano Nacional de Logística (PNL), é elevar a participação do modal na logística de transportes do país dos atuais 20% para mais de 40% até 2035.

Fiol I

O trecho da Fiol entre Caetité e Ilhéus, onde será implantado o Porto Sul, foi concedido à mineradora Bamin no ano passado. A expectativa da empresa é de que esta etapa da ferrovia esteja em operação no ano de 2026, criando um corredor para o escoamento da produção de minério e grãos da Bahia. 

Fonte:Correio da Bahia
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades