Notícias

09
Jan/13

Aumento de salrio: 62% DEPUTADOS X 9% POVO

A Constituição Federal dispõe que o salário mínimo é a remuneração devida ao trabalhador, sem distinção de sexo e deve ser capaz de satisfazer suas necessidades normais de alimentação, vestuário, habitação, higiene e transporte.

Mas será que o valor atual do salário mínimo condiz com o que estipula a Constituição? Com ele o trabalhador consegue se alimentar, vestir e morar dignamente?

Em dezembro do ano passado, o Governo Federal determinou por meio do decreto 7.872/2012, publicado no Diário Oficial da União (DOU), que o mínimo passe, a partir deste mês, de R$ 622,00 para R$ 678,00, um acréscimo de R$ 55,87 – 9%.
Com esse aumento o trabalhador que cumpre uma jornada de 40 horas semanais, poderá....Se souber me fale!

O interessante é que no mesmo período, o Congresso concedeu um reajuste de 61,8% no salário de deputados, senadores, ministros, presidente e vice-presidente da República.

O salário de um deputado federal passou de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil. Para se ter uma ideia, conforme  cálculo da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) o reajuste de 61,8% vai provocar um impacto de R$ 1,8 bilhão nas contas dos municípios.

O número leva em consideração o efeito cascata do reajuste. De acordo com a Constituição, os deputados estaduais podem receber até 75% do salário dos deputados federais.

No caso dos vereadores, os salários podem variar de 20% a 75% dos vencimentos dos deputados estaduais, dependendo do tamanho do município. As câmaras estaduais e municipais já concederam esse aumento em quase todo país.

Por Tiago Lira (Com informações CNM e Terra Magazine).

Fonte:Blog do Sigi Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades